TrocaLetras

25/01/2011

A hora entre o cão e o lobo – Eva Hornung

Filed under: Adulto,Crítica social — Pandora @ 00:17

Esse livro é simplesmente atordoante!

Conta a história de Romochka, um garotinho de quatro anos, abandonado em pleno inverno de Moscou.
Após esperar por dias o retorno da mãe ou do tio, decide sair às ruas em busca de calor e comida. Acaba encontrando uma cadela e a acompanha até uma igreja em ruínas.
A partir daí, Romochka passa a fazer oficialmente parte do clã de cães selvagens, aprendendo sua linguagem complexa, a hierarquia de um clã e a lealdade entre todos.

Romochka, o menino dos cães, aprende a caçar para alimentar seus irmãos e para sobreviver. Os animais e ele sabem que precisam uns dos outros para se alimentar e manter-se aquecidos no inverno rigoroso.
Parece uma história comum, certo? Até parecido com Mogli e afins, mas esse livro é belissimamente construído.

Utilizando como pano de fundo a época da política da perestroika (reconstrução econômica), a fome que assolava os menos abastados, as milhares de crianças abandonadas e marginalizadas e a exclusão social. Denuncia o descaso e o egoísmo do ser humano. Romochka era invisível para as autoridades (apenas mais um “Boomj” – mendigo) e totalmente dispensável para as demais pessoas, que o viam como uma figura excêntrica, mas que não merecia um segundo olhar.

O processo de se transformar em um animal é chocante, mas, ainda pior, é reaprender a ser um humano, sujeitar-se às autoridades e leis que sempre o excluíram da vida social.

E o final…é excepcional. Forte, me fez virar a última página em um estado de choque e repulsa. Repulsa por também fazer parte dessa sociedade egoísta.

Eva Hornung criou uma obra fenomenal, sem sentimentalismos baratos, onde expõe a realidade crua e violenta de uma época, mas que bem pode ser aplicada à realidade atual de todos os países.

“A escuridão cai devagar, anunciando o fim daquela tarde de outono. A Hora entre o Cão e o Lobo. O momento em que luz e sombras se mesclam, em que o medo se une às possibilidades. Tudo parece hesitar entre Cão e Lobo, entre uma coisa e outra, até o momento em que a noite, como um lento suspiro, finalmente cobre a cidade.”

Pandora

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: