TrocaLetras

25/09/2010

Imortal *histórias de amor eterno* – várias autoras

Para iniciar, devo dizer que o livro é mal traduzido. Frases sem sentido, visivelmente traduzidas de maneira errônea. Isso é bastante frustrante para o leitor e tira uma boa parte do tesão de ler. E as histórias são fracas.

No geral, os contos são rasos, personagens mal caracterizados e histórias insossas. O que vale realmente a pena é o último, chamado “Livre”, de Claudia Gray.

Um pouco sobre os contos:

Amor assombrado, de Cynthia Leitich Smith: não conhecia a autora e farei questão de passar bem longe de qualquer outro livro dela. Conto mal desenvolvido, história fraca, personagens sem carisma…posso ficar um bom tempo enumerando os defeitos desse conto.

Névoa amarela, de Kristin Cast: Idéia bem interessante e a autora escreve bem melhor do que a primeira. Mas foi mal conduzido, ficando chato. Não deu maiores explicações, faltou algo.

Perseguição de um homem morto, de Rachel Caine: pra quem leu o livro dela, Vampiros de Morganville, deve curtir mais esse conto, pois são os mesmos personagens. A idéia é interessante.

Bons modos à mesa, de Tanith Lee: um completo lixo, não vale a pena fazer maiores comentários.

Lua azul, de Richelle Mead: idéia interessante, um mundo dominado por vampiros. Mas achei fraco para o que estou acostumada a ler da autora.

Transformação, de Nancy Holder: um mundo apocalíptico, onde vampiros animalescos tomam conta de tudo e os humanos tentam sobreviver. Ótima idéia, mas mal desenvolvida. Autora se mostrou extremamente preconceituosa em relação aos homossexuais. Não gostei, é um livro para o público jovem, não deve jamais incitar o preconceito dessa maneira.

Farra, de Rachel Vincent: esse conto ficou um pouco confuso, por erros grotescos de tradução. Mas é muito bom, doce e triste. Gostei bastante.

Livre, de Claudia Gray: O melhor conto do livro, sem sombra de dúvida! Claudia Gray nos remete à Nova Orleans na época dos escravos. Há uma forte influência de Anne Rice, o texto é muito bem conduzido e o teor difere completamente do restante do livro. A autora nos apresenta o vampiro clássico: sensual e cruel. Adorei, é apaixonante! Um livro apenas com essa história seria extremamente mais proveitoso do que esse monte de contos insossos.

Resumindo, apenas os dois últimos contos valeram realmente a pena. O restante do livro foi penoso para ler.

Pandora

1 Comentário »

  1. Pandora,

    Concordo plenamente contigo… e justamente por Claudia Gray ter escrito um conto tão bom acabei lendo a série dela, Everynigth.. que aliás… amei..

    Ela sabe nos prender e a narrativa flui muito bem
    Esse livro: “Imortal” pra mim foi uma decepção.

    ;***

    Comentário por Denise — 09/11/2010 @ 19:34 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: