TrocaLetras

10/03/2009

Os Sofrimentos do Jovem Werther – Goethe

Filed under: Clássicos — Pandora @ 22:05

Johann Wolfgang von Goethe foi um dos mais importantes escritores alemães e um dos líderes do movimento literário Sturm und Drang (Tempestade e Ímpeto) que foi o início do Romantismo na Alemanha.

Deixando de lado a aula de literatura, Goethe ainda divide minha opinião. Esse foi o primeiro livro que eu li dele, e já foi o suficiente para saber como a mente dele era perturbada e inquieta.

Como é uma obra do Romantismo, você pode ler o livro esperando um romance trágico, carregado de drama e sofrimento, como sugere o título.

É a história de Werther, que se vê perdidamente apaixonado por Lotte (Charlotte), mulher comprometida que o ama, mas também ama seu marido Albert e não está disposta a abrir mão dele para jogar-se nos braços de Werther.

O romance é contado através de cartas a um amigo, confissões escritas em um diário e anotações soltas. Vê-se a felicidade do personagem quando conhece Lotte e o seu declínio mental até o fatídico fim.

Como em todas as obras do Romantismo, a personagem feminina Lotte é um ser perfeito, dotada de todas as qualidades e Werther a coloca em um altar e a venera. Confesso que a obra deprime um pouco.

Mas a minha depressão não foi por piedade, mas por achar que esse tipo de amor incondicional só vai existir nas obras literárias mesmo.

Em dado momento a narrativa fica maçante, mas no geral Goethe conduz muito bem a trama.

Vale a pena ler para conhecer. A Barbie aqui do TrocaLetras é uma grande fã de Goethe, espero que ela complemente meu post, tenho certeza que ela falará de uma maneira muito mais apaixonada sobre a obra.

4 Comentários »

  1. Lari, obrigada pela oportunidade! É com carinho que escrevo sobre essa obra…

    Eu me identifico demais com ela, pois o personagem principal, Werther, está distante de sua família e dos seus amigos trabalhando (e eu morei longe de todos para fazer facul…) e ele conversa com seu amigo Whilhelm através de cartas. O livro não é exatamente uma narrativa – apenas em alguns pontos essenciais – mas sim, a coletânea de cartas que Werther troca com o amigo e com seu amor, Lotte e algumas anotações.

    As cartas começam praticamente quando ele descobre que a sua amada é noiva de um homem a qual Werther respeita demais e tem amizade. Por este mesmo motivo é muitas vezes convidado a ir a casa do casal e assim fica cada vez mais apaixonado. Sentia -se culpado por seus pensamentos, pois sabia que nunca poderia tê-la, porém quem já se apaixonou sabe que sempre temos a esperança (e no caso dele, ele tinha certeza) que o outro também ama, e isso o fazia sofrer demasiadamente.

    Após o casamento de Lotte, fica cada vez mais difícil para Werther seguir sua vida sem ela. Esse é o ápice de seu sofrimento.

    Essa obra, não somente faz parte do movimento alemão “Sturm und Drang” mas também é a primeira obra do estilo e mãe das obras do nosso conhecido Romantismo – 2ª fase.

    Se tiver a oportunidade de ler a obra na íntegra e no original, vale muito a pena, pois a maioria das traduções são, realmente, cansativas e perdem muito da sensibilidade de Goethe. Uma das traduções que recomendo é a do Marcelo Backes, uma edição comentada muito boa para quem está lendo a primeira obra dele.

    Esta, e algumas outras obras dele, também estão disponíveis aqui no site!

    Se não gosta muito de romantismo, saiba que J. Goethe também tem textos satíricos, como esse que colocarei a seguir:

    Ein junger Mensch, ich weiß nicht, wie,
    Starb einst an der Hypochondrie
    Und ward dann auch begraben.
    Da kam ein schöner Geist herbei,
    Der hatte seinen Stuhlgang frei,
    Wie’s denn so Leute haben.
    Der setzt sich notdürftig sich aufs Grab
    Und legte da sein Häuflein ab,
    Beschaute freundlich seinen Dreck,
    Ging wohl eratmet wieder weg
    Und sprach zu sich bedächtiglich:
    “Der gute alte Mensch, wie hat er sich verdorben!
    Hätt’ er geschissen so wie ich,
    Er wäre nicht gestorben!

    Comentário por barbieauglend — 11/03/2009 @ 16:01 | Responder

  2. Lamentavel vosso desconhecimento sobre Literatura e, em particular sobre um dos mais eruditos poetas europeus. Sugiro ler História social da literatura e da arte de Arnold Heuser.

    Comentário por Ronaldo — 28/10/2009 @ 04:06 | Responder

    • As resenhas são nossas impressões pessoais, ninguém aqui é profundo conhecer de literatura e estamos aqui para nos divertir e tentar fazer as pessoas lerem. Lamentável vossa perda de tempo em vir aqui já que não sabemos do que estamos falando….

      Comentário por Pandora — 03/11/2009 @ 13:28 | Responder

  3. Bem quem somos nos para julgar uns aos outros, pois nossa capacidade de sabedoria esta em quem interpreta e sabe que esta fazendo,somos diferentes temos ideias formas de interpretar uma historia. Como pude entender sobre o livro (O sofrimento do jovem werther) em meu concentimento o livro se baseas-se em cartas e anotações que o jovem escrevia para seus amigos e principalmente para sua amada.

    Comentário por deivid luan obama — 25/03/2012 @ 20:02 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: