TrocaLetras

27/02/2009

Imperial Woman – Pearl S. Buck

Filed under: Biografias — barbieauglend @ 01:03

Pearl Buck é uma americana presbiteriana criada na China que trabalhou em um abrigo chinês para mulheres escravas e prostitutas. Muito de sua vida pode ser visto em suas obras.

Quando chegou a hora, Yehonala ficou feliz de ir ao palácio imperial, pois não aguenta mais sua vida pobre. Ela sempre sonhou em ter tudo aquilo. Como a sua família tinha um bom relacionamento com a família da falecida esposa do imperador, ela teve sua chance de entrar para a vida do palácio. No dia que ela foi ser “entrevistada”, viu que haviam centenas de outras meninas na mesma situação, esperando para serem banhadas e vestidas. Se dedicou totalmente as atividades pois sabia que teria apenas alguns segundos junto ao imperador e sua mãe, e esses segundos determinariam o resto de sua vida. Ela é escolhida junto com muitas outras para ser uma das esposas do imperador e, como sua prima é escolhida como primeira esposa, ela decide que fará seu caminho sempre lembrando que ela não queria ser mais uma das muitas esposas que morriam virgens no palácio.

Para atingir seu objetivo, ela abre mão do homem que ama, faz aulas de desenho e música e tem como seu braço direito o mais influente dos eunucos. Quando finalmente consegue sua chance com o imperador, não perde tempo e fica com ele por mais de uma noite. Com isso, ganha o imperador e toma a lugar de sua prima. Seu plano se completa quando as duas engravidam.  Ela dá a luz a uma forte menino e sua prima, a uma frágil garota.

Isso lhe da a chance de dividir o trono com o imperador e sua mãe. Seu filho, conforme cresce, desenvolve uma paixão incontrolável pelas coisas do Ocidente e isso a deixa descontente. Junto a isso ela ainda tem seu país em guerra e o imperador doente. Ela toma a frente do seu país mas, por questões de segurança, ela é obrigada a se mudar para o palácio de verão com seu filho.

Anos após, ela volta com o único sobrevivente real: seu filho. Ele apenas servia para o povo ver pois, na verdade, era ela quem controlava tudo.

Tse-hi viveu muitos anos e foi a última imperatriz manchu, conhecida pelo seu povo como “A Grande Buda”.

3 Comentários »

  1. Nossa Tha, achei super interessante!
    Esse foi o primeiro livro do blog do qual eu nunca tinha ouvido falar!
    Achei bem interessante mesmo….é engraçado observar o quão diferente é o Oriente, com seus valores e idéias próprias, é um mundo a parte mesmo.
    Vou pesquisar sobre esse livro🙂

    Comentário por Pandora — 27/02/2009 @ 22:04 | Responder

  2. Eu gosto bastante de livros orientais🙂 Vou procurar escrever de alguns outros títulos da Pearl Buck e postar aqui. Infelizmente, ela não é muito conhecida aqui no Brasil e tem vários títulos e até um filme baseado em um dos seus livros!

    Comentário por barbieauglend — 01/03/2009 @ 17:49 | Responder

  3. Escreva mais sobre ela sim, me interessei muito! Vou colocar na lista de livros a serem lidos (acho que jamais vou conseguir ler todos os livros que eu quero…😦 rsrs

    Comentário por Pandora — 01/03/2009 @ 18:07 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: